Congresso em Foco

Bancada BBB e investigados controlam CPI para apurar irregularidades na aplicação da Lei Rouanet

07.10.2016 07:56 49

Reportagem Em
Publicidade

49 respostas para “Bancada BBB e investigados controlam CPI para apurar irregularidades na aplicação da Lei Rouanet”

  1. Willian de Castro disse:

    Deixe eu ver se eu entendi direito, o Fraga foi condenado a 4 (QUATRO) anos por porte de arma de uso restrito, mas bandidos que sequestram, que matam, que traficam, são condenados são condenados em média a 4 anos e podem sair em 1 ou 2 anos? Tem coisa errada aí.

    No bairro onde eu moro, tem um criminoso que já foi condenado e cumpriu pena outras duas vezes, por assassinatos (3 mortes nas costas), agressão, sequestro da mulher de um policial, está solto por bom comportamento, depois de cumprir 9 ridículos meses e 2 semanas de prisão, mas um deputado que apenas estava portando uma arma (o que segundo o meu preparo e minha percepção deveria ser direito de todos os cidadão o tempo todo, tendo em vista que os índices de criminalidade nos países em que as armas são permitidas, são ridiculamente baixos), isso é uma grande babaquice, uma demonstração de que na peneira da justiça brasileira, coam um grão de areia deixam passar um paralelepípedo de uma tonelada, ou seja um militar não pode andar armado, mas os bandidos não só podem andar armados, como podem cometer todo tipo de atrocidades que está tudo certo, essa distorção precisa ser corrigida na lei e principalmente na mentalidade brasileira, isso é coisa da esquerda e o esquerdismo é uma doença que está levando a população a ruína, basta ver os países esquerdistas e compará-los aos países cuja política seguem a visão de direita, ou centro-direita!

  2. PAULO ALBERTO disse:

    Lei Rouanet tem de ser revogada e extinta. Fuck sabatela, Chico Breaco, Kleber e outros chupinhas dos nossos impostos.

  3. Ivan Monte disse:

    Bancada BBBB, né? da Bíblia, da Bala, dos Bois e dos BANDIDOS…

  4. Paulo Ricardo Herrmann disse:

    Cuide para nao fazer parte de um movimento para desacreditar a CPI , e ladrao falando mal de ladrao e sobre ser denunciado o prossesado este malfeitores que roubaram por serem artistas tambem quando e em relacao a Lula e Dilma ou a PTzda dizem dizem que nem um deles foi condenado em ultima istancia vale para os meu mais nao aos seus

  5. Edmur Ferreira disse:

    Qualquer comissão, proporcionalmente à formação da casa, vai estar lotada de bandidos. A solução é esperar que a justiça retire alguns até 2018 e tentar tirar o resto nas urnas.

  6. Hilton Fraboni disse:

    Essa lei Rouanet deveria beneficiar apenas artistas sem contratos com canais de TV e gravadoras e priorizar os artistas ainda amadores, mas virou uma fonte de receitas para os já endinheirados de sempre que devolvem parte dos cachês aos empresários contratantes.

  7. Hilton Fraboni disse:

    Me esclareçam uma dúvida. O Congresso nacional é o refúgio ou a origem de tantos bandidos? Não sou contra a política e sei que tem alguns bons, como o Altair de Melo-PV, mas passou da hora de prender essa corja.

  8. Júlio Cardoso disse:

    Vale aqui evocar o brocardo popular. CPI composta por parlamentares pendurados na Justiça é como botar a raposa para cuidar do galinheiro.
    Não tem credibilidade CPI composta por elementos com pendência na Justiça. A imoralidade da Câmara Federal continua a ofuscar a sua imagem na sociedade.
    Os políticos, que respondem na Justiça, se tivessem caráter e respeito com a sociedade deveriam se declarar impedidos de participar de CPI.

  9. Nicola disse:

    Até quando vamos ter que aturar as raposas cuidando do galinheiro? Não existe nenhum poder para coibir isto?

    • Vinicius Santos disse:

      existe o voto, mas nem todos sabem disso ainda 🙁

      • Bento Sartori de Camargo disse:

        Tá, pelo voto, mas a história das últimas décadas nos tem provado que com esse sistema político eleitoral, viciado, corroído e ultrapassado, pouquíssimo ou nada mudaremos no país. É imperioso uma Reforma Radical em diversos setores do país e essa reforma só pode ser bem feita se pelo menos 70% da sociedade civil participar, caso contrário é deixar “as raposas fazerem as leis para seu galinheiro”.

        • Nando Oldenburg disse:

          Concordo. Mas para isto acontecer, somente por meio de uma revolução popular. Daí vem a pergunta: o povo é suficientemente corajoso para fazê-la? Hã? Eu não ponho a menor fé. Vilania, venalidade e covardia sempre ditaram as regras, infelizmente…

          • Hilton Fraboni disse:

            Que seja uma revolução cultural e educacional para durar.

          • Nando Oldenburg disse:

            Sim, concordo, mas o mecanismo passa pela ruptura traumática, inexoravelmente. É um jogo de forças e o oponente tem que senti-la na pele para respeitar o adversário. Na revolução francesa, após a queda da Bastilha, os nobres, no interior, tentavam amedrontar os representantes do povo da assembleia geral ameaçando-os com retaliações de perda de direitos de uso das terras, tal como acontece com a máfia oligarca do latifúndio no Brasil em relação aos sem-terra e os movimentos sociais.
            A reação foi a que sabemos: milhares de cabeças de nobres decepadas e a redistribuição de suas propriedades entre os camponeses. Foram poupados os senhores que mantinham relações de parceria e respeito com seus servos e ao final do banho de sangue aparece Napoleão com seu projeto de unificação nacional em torno de uma nova França remodelada à luz das leis inspiradas pelo lema da revolução: liberdade, igualdade, fraternidade. Se isto chegar a acontecer um dia por aqui – o que acho muito improvável – o país terá que passar pelo choque traumático para que se entenda de uma vez por todas que o ancient régime não tem mais vez e que um novo modelo se faz necessário e a revolução cultural e educacional advindas deste pensamento serão o norte para a mudança efetiva. Educação e cultura são sempre o motor propulsor das mudanças, só no Brasil que o povo acha cult ficar papagaiando o besteirol neolibelês financista de mercado e outras bobagens repetido à exaustão pela mídia que só trabalha em prol dos interesses de Wall Street.

          • Bento Sartori de Camargo disse:

            O ser humano muda basicamente em duas situações antagônicas: ou por amor ou pela dor. E se o preço for esse?, claro que não é preciso e ninguém quer, mas… e se esse for o custo para o bem das futuras gerações?

          • Nando Oldenburg disse:

            Teremos que pagá-lo, então. Como vc mesmo diz e a História exemplifica, ou se aprende por bem ou por mal. Parece que as chances do aprendizado indolor se esvaíram e só nos restam as dolorosas. Mas, tudo bem, não somos diferentes do resto da humanidade e cada povo passou ou passará por esta etapa de sua história.

          • Bento Sartori de Camargo disse:

            Que bom Nando que temos essa convergência desse assunto. Grande abraço!.

          • Nando Oldenburg disse:

            Outro. E sigamos em frente.

          • Willian de Castro disse:

            Quando eu olho para argumentos desse tipo eu temo por nossa segurança, embora a França seja uma potência cultural, sua história (toda ela) mostra que é a única nação antiga a sofrer muitíssimo e perder uma guerra em menos de 6 meses por começar a dar margem a mentalidade esquerdista, a França hoje está muito pior em termos de segurança, basta ver quantos estrangeiros adentraram as suas fronteiras e ver o quanto o Islã trouxe de prejuízos a sua rica cultura, sua fé, sua liberdade e principalmente a sua fraternidade tão propalada. Eu gostaria de pensar diferente, mas é impossível aceitar que ser amigável, sem estabelecer limites claros, pois liberdade e igualdade se conquistam também.

          • Nando Oldenburg disse:

            Eu sugiro que vc se informe sobre a situação francesa através da imprensa francesa e não pela mídia brasileira aliada do neocolonialismo. O Islã não é o bicho papão que pintam e nem os franceses podem fechar suas fronteiras aos muçulmanos uma vez que mantiveram seus países como colônias na base da mão de ferro durante séculos. O fanatismo fundamentalista de alguns muçulmanos não pode ser considerado como padrão religioso senão poderíamos dizer que o Cristianismo é uma aberração religiosa porque existem fanáticos fundamentalistas como as seitas neopentecostais e as testemunhas de Jeová. Quer dizer que lá, entre os muçulmanos, fundamentalismo é barbárie e aqui, entre cristãos, seria virtude? Não. É só um grande jogo de interesses onde os mesmos interessados em incendiar o mundo e lucrar com a venda de armas – a máfia judaico-sionista de Wall Street e seus lacaios – são os que patrocinam esse tipo de informação e contra-informação para opor povos e culturas, vê-los se degladiarem e depis rapinar o espólio da guerra. Quanto à França, ela está longe de ser de esquerda nos dias atuais. O verdadeiro candidato de esquerda caiu numa armadilha em NY quando uma traficante de drogas disfarçada de camareira disse ter sido estuprada pelo candidato i que arruinou suas pretensões de levar adiante seus planos para a presidência da
            França. O ventríloquo de presidente chamado François Hollande é só um títere da máfia sionista tão de direita quanto foi Sarkozy. Tão bom mandalete e serviçal ele é que ganhou o título de melhor amigo de israel no ano de 2016. Não precisa desenhar, né?

          • Willian de Castro disse:

            Puta merda! Nunca vi tanta asneira dita.

            “O Islã não é o bicho papão que pintam e nem os franceses podem fechar suas fronteiras aos muçulmanos uma vez que mantiveram seus países como colônias na base da mão de ferro durante séculos.”

            A maior asneira já dita está no início desta merda que tu escreveu, nem precisa ser fanático religioso, basta estudar a história do Islamismo, os não radicais jamais na história se opuseram aos radicais, eles os usam para os seus objetivos que é a dominação, em contra ponto a esta excrecência tua, qual o país que tem maioria cristã, que vive ou viveu isso que você está falando? Qual o país em que cristãos matam, lançam mísseis ou põe fogo nas igrejas de outros grupos, ou até de cristãos de outra linha como ocorre entre os próprios muçulmanos? Eu conheço N muçulmanos e eles dizem isso que eu estou te dizendo, eles pregam o ódio para com os que não seguem a sua linha e ainda pregam matar os infiéis, da própria doutrina islâmica. Não há entre eles esse papinho seu, não confunda as coisas, sua ilação foi tão ridícula quem nem vale a pena falar a respeito dela.

            Agora vamos a outra aula sobre a França, aliás nem precisa dizer que é da França, isso se estende a todos os países do planeta em todas épocas, um presidente, ou um governante sozinho não muda o país inteiro em 4 ou cinco anos, o presidente ser de direita não faz o país ser de direita, a cultura do país é aquela e só mudará depois de pelo menos uns 8 a 10 presidentes, a França é de esquerda predominantemente em suas gerações, portanto mesmo que haja uma grande parte se colocando a favor de direita isso não significa que ela seja de direita, basta ver que durante o governo militar a esquerda se refugiou nas faculdade e proliferou muito por lá, não mudou e nem vai mudar assim, a cultura esquerdista está tão impregnada consuetudinariamente neles que eles vão aceitar temporariamente por razões de segurança, mas as faculdades continuaram produzindo vagabundos de esquerda e isso não vai mudar da noite para o dia!

            Aprendeu esse básico agora, ou ainda vai continuar de bla bla bla aí?

          • Nando Oldenburg disse:

            Olha aqui, seu filho-da-puta afetadinho: vai arrotar sabedoria na favelona intelectual em que convives. O que tu achas que é sabedoria não passa de pretensão e se queres saber, pelo que escreveste pode-se concluir duas coisas: que és um terrorista – pois os que tem amigos terroristas, terroristas são – e que és um mentiroso deslavado ao querer dar algum verniz de legitimidade ao teu discursinho neopentecostal disfarçado de politicamente conectado. Tu és um merda com pretensão a cagalhão mas do cu podre donde caíste nada podes esperar a não ser servir de pasto a varejeiras e saprófitas. Ignorante. Afetado. Papagaio de merda. Vai aprender algo de útil na vida e pára de passar atestado de lobotomizado na rede.
            PS.: não adianta querer empregar termos mais rebuscados e em desuso no sentido de querer “maquiar” a ignorância. Ela salta aos olhos através da pobreza de tuas construções claudicantes (agora corre para o dicionário, imbecil).

          • Willian de Castro disse:

            kkkkkkkkkkkkkkk

            Não fui eu que danei a ofender aqui, estou muito pouco preocupado com o que achas, nem perderei meu tempo com você, já lhe passei uma pequena parte da verdade, mas vi que joguei pérolas a um porco!

          • Nando Oldenburg disse:

            Não sou seu irmão, suíno, e não fui cagado por uma rameira, diferente de vc que para se sentir importante fica destilando besteiras na rede querendo mostrar algo que sabe muito bem não ter. Aliás, para começar o estado de sua indigência existencial basta notar o nome escrito errado, coisa de pobretão que quer dar nome estrangeiro ap aborto mal conduzido e sequer sabe a grafia correta, não é, williaN? Indigência intelectual travestida de falsa erudição vindo da plebe que até a terceira geração antes da sua dormia no chão da senzala é risível, só diz o quanto este pais está fadado ao fracasso com vermes desta laia.

          • Alexandre Silva disse:

            BOLSOLIXO.

          • Alexandre Silva disse:

            Você é da Bancada que acredita na COBRA FALANTE?
            Acredita na MULA FALANTE de Balaão?

          • Alexandre Silva disse:

            BOLSONETE IDIOTA.

          • Bento Sartori de Camargo disse:

            É a palavra correta: infelizmente. Por enquanto a “cultura da maioria dos brasileiros ainda é a “lei de Gérson” ou seja: levar vantagem em tudo!.

        • Vinicius Santos disse:

          sem dúvidas Bento, minha fala foi apenas no sentido de que atualmente, a melhor opção que temos ainda é o voto. Logicamente que é preciso sim uma ampla reforma política e também em outros setores, com participação dos principais interessados que somos nós mesmos. Acho que hoje temos tecnologia disponível pra isso, o que falta é a boa vontade das raposas velhas em aceitarem que seu tempo está no fim. Elas não vão largar o osso até o último segundo.

      • Hustlerboy disse:

        Ingenuidade é achar que voto muda alguma coisa. A maioria dos deputados não receberam votos pra esta onde estão…Só estão por conta do coeficiente eleitoral. o Sistema esta falido.

        • Bento Sartori de Camargo disse:

          Exato, o sistema está falido, viciado, corrupto. Ainda dá melhor resultado a população em massa nas ruas exigindo o absoluto respeito com nosso dinheiro, arrancado numa das mais altas cargas tributárias do planeta e com retorno medíocre para a sociedade. Cadê o dinheiro?

  10. Pacificattore disse:

    Lei Rouanet, também conhecida como “Bolsa Artista Fuleiro”.
    Grana fácil para os apoiadores da facção.
    Tem que ser revista ou extinta de uma vez.
    “Artista” que quer financiamento, VÁ A LUTA , apresente seu projeto e arrume financiamento junto à iniciativa privada, como QUALQUER outra pessoa faz, quando quer abrir um negócio.
    O resto, é só choro de mortadela abandonado…

    • all disse:

      Tu é muito burro. Foi feito uma devassa nos projetos aprovados na Lei Rouanet e pasmem, os maiores valores eram de Bancos privados e rede globo. Entre os 100 primeiros projetos com maiores valores nenhum artista, Fuleiro ou não. Obviamente desapareceu as investigações sobre o ” Bolsa Artista “.

  11. Alexandre Silva disse:

    A Bancada Evangélica no Brasil é tipo o embrião de um “Estado Islâmico” no Brasil.
    É questão de tempo para começarem a agir.
    Só tem pilantras, são comprovadamente corruptos … como Eduardo Cunha, Bolsonaro e outras Pestes.

    • Hilton Fraboni disse:

      Em todos países ditos democráticos grupos se organizam e ocupam espaços na política. No Brasil a falta de opções e a negligência do eleitor é a causa. O sr critica “evangélicos” mas deixa de lado a “da bala” (sem comentários) e a ruralista que defendeu as mudanças nas leia ambientais e destrói florestas, rios e ecossistemas. Mas a bancada GLBT também quer ser influente e se organiza …

      • diogo santos disse:

        A evangélica é perigosa sim! Se você nega isso é pq não acompanha o mínimo do que acontece pelo mundo. Uma bancada LGBT, por mais que faça uma merda aqui e outra ali, não tenta tirar direito de ninguém. Não tenta impor conceitos fundamentalistas. Assuma isso e abra os olhos pra esse perigo, pois o mundo tá cheio de exemplo da desgraça que dá a mistura de religião e política.

      • Bento Sartori de Camargo disse:

        Até agora a história tem nos mostrado que em toda nação onde foi “misturado” Igreja e Estado em nenhum deu certo. Será que teremos de pagar o pato mais uma vez?, será que não aprendemos nada com a história universal?. Igreja cuida da parte espiritual das pessoas, Estado provê as necessidades materiais delas, só!. O Estado é laico.

      • Alexandre Silva disse:

        Estado Laico. Bancada Evangélica.
        E aí que tal? Combina? Tem a ver?
        Cadê a Bancada Católica?
        Cadê a Bancada Espírita?
        Cadê a Bancada de outra Religião? Não existe!!!
        Só a Desgraçada da Bancada Evangélica … que intenciona implantar seus Dogmas, Doutrinas Retrógradas e Legalistas, além de Exploradoras e Picaretas!!! É uma Desgraça!!!
        A tal da Bancada LGBT … nem sabia que existe. Existe?
        Mas a Mistura de Religião + Política = Estado Evangélico … parente próximo do Estado Islâmico.
        Uma desgraceira para o Estado Democrático de Direito e para um Estado Laico … como o Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via